quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Ataques dos EUA ao ISIS tem tudo para não dar certo, diz Síria

EUA lançaram 15 ataques aéreos mas Ministro da Síria  diz que campanha contra Isis não vai funcionar
 

  • Série de ataques aéreos militares dos EUA  batem Isis no Iraque e na Síria
  • Ministro sírio diz que a Turquia deve reforçar os controles nas fronteiras
Lutador Kirkuk
Um fiel guerreiro ISIS  dá cobertura durante um ataque de Isis em Kirkuk, no Iraque.  Fotografia: Cihan / Barcroft Mídia
Os militares dos EUA e seus aliados batem forças do Estado Islâmico (Isis)  com 15 ataques aéreos no Iraque e na Síria, durante um período de três dias, o Comando Central dos EUA disse .
Treze ataques foram realizados no Iraque desde quarta-feira, enquanto outros dois combatentes  Isis alvejados na Síria .
  Ministro das Relações Exteriores da Síria, por sua vez, disse que os ataques aéreos liderados pelos EUA não conseguiram enfraquecer Isis na Síria. Walid al-Moualem acrescentou que o grupo jihadista não seria contemplado, a menos que a Turquia seja forçada a apertar os controles nas fronteiras.
Os ataques aéreos liderados pelos EUA na Síria atingiram uma posição de combate e estadiamento área Isis perto de Kobani, bem como uma unidade tática perto de Aleppo, disse Comando Central.
No Iraque , bunkers, veículos, um trator e uma posição de combate foram destruídos perto de Kirkuk, e uma grande unidade e quatro unidades táticas também foram atingidos em cinco ataques aéreos. Perto de Mosul, dois ataques destruíram veículos e uma arma pesada, enquanto a outra unidade tática foi atingido perto de Ramadi.
  Isis veículos, unidades táticas, uma posição de combate, e um edifício foram atingidos em ataques perto das cidades iraquianas de Ar Rutbah, Falluja, Al Qaim, e Baiji, disse o  Comando Central.
  Moualem, por sua vez, disse em uma entrevista com a TV Al Mayadeen em Beirute, transmitido na sexta-feira: "Todas as indicações dizem que [Estado Islâmico] hoje, depois de dois meses de ataques aéreos da coalizão, não está mais fraco."
  O governo sírio disse que estava disposto a juntar-se à luta contra o Isis, mas os EUA se recusam a lidar com o presidente Bashar al-Assad, que ele diz que perdeu legitimidade e deve deixar o poder.
  "Se o [UN] Conselho de Segurança e Washington não forçar a Turquia a controlar as suas fronteiras, em seguida, todos desta ação não vão eliminar [Isis]", Moualem disse, referindo-se jihadistas estrangeiros que atravessaram para a Síria da Turquia.
A Turquia, que tem uma fronteira de 560 quilômetros com a Síria, tem acusações de que apoia militantes islâmicos mas fortemente negada, inadvertidamente ou não, em seu entusiasmo para ajudar os rebeldes sírios a derrubar Assad.
Moualem disse  que chamadas turcas para o estabelecimento de uma zona de exclusão aérea no norte da Síria levará à divisão do país, acrescentando que a Turquia tem intenções no território sírio.
Moualem se reuniu com o presidente russo Vladimir Putin e ministro das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, no Mar Negro, como parte de um esforço diplomático russo renovado para reiniciar as conversações de paz sobre a Síria. O esforço é improvável que se obtenha longe porque a Rússia rejeita chamadas por opositores sírios, ocidentais e árabes de Assad para sua partida rápida.
"Depois de nossas discussões com a parte russa nós concordamos que o diálogo será com a oposição nacional que não está vinculado para o exterior", disse Moualem.
http://www.theguardian.com

Um comentário:

  1. Os sírios estão certos!!!
    Esses ataques são para "inglês" ver.
    Somente rindo...
    BARACK HUSSEIN OBAMA e sua estratégia...

    Obama estava desesperado em bombardear a Síria, para apagar os últimos vestígios das Armas Químicas, que ele deu aos seus amigos Terroristas muçulmanos, chamados de "Rebeldes", para serem espalhadas entre o povo, com a finalidade de incriminar o governo sírio, e finalmente conseguir o seu verdadeiro objetivo: ajudar em implantar o ISLAMISMO RADICAL, na Síria.
    Nota: no Egito, onde OBAMA também interferiu em prol da IRMANDADE MUÇULMANA se deu mal, e o ISLAMISMO RADICAL foi derrubado.
    Ora, não é OBAMA que envia armamentos e dinheiro para os Terroristas, na Síria?
    Não foi Obama que entregou um Drone para que os iraquianos o pudessem copiar, sob alegação que caiu no IRÃ?
    Obama, monitora os telefonemas no mundo inteiro, sob alegação que é para combater o Terrorismo.
    Se realmente quisesse combater o Terrorismo, monitoraria os telefonemas de muçulmanos, que são Terroristas, e não dos europeus e asiáticos!!!
    Alega que combate Terrorismo, no entanto, deixou que os irmãos chechenos, praticassem Terrorismo na maratona de Boston, embora tivesse sido avisado pelo Serviço de Inteligência Russa, que eram perigosos, e cuja mãe deles estava fichada no FBI, como Terrorista.
    OBAMA alegou ter mandado matar OSAMA BIN LADEN, e nada foi provado. O interessante é que os enviados para o Oriente Médio, e que participaram da FARSA, num total de 24 (vinte e quatro), e dos quais 20 (vinte) já estão mortos, numa verdadeira 'QUEIMA DE ARQUIVO".
    A única realidade crua e nua é que OBAMA é aliado dos Terroristas muçulmanos, e lhes passa todas as informações necessárias sobre tudo que acontece no Ocidente, no que se refere ao combate ao Terrorismo, através de escutas de telefonemas e internet, para que possa avisar em tempo, seus amigos Terroristas muçulmanos, se alguma preparação para um atentado Terrorista, já foi descoberta, para os advertir. Quando os verdadeiros combatentes do Terrorismo nada descobrem, o atentado é realizado.
    Se não tivesse essa intenção, não precisaria monitorar telefonemas dos Ocidentais e Orientais, porque eles não enviam Terroristas para matar em outros países, como os muçulmanos!
    Em meio a um discurso do OBAMA, lhe escapou: "FUI PREPARADO POR ANOS, PARA SER PRESIDENTE DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA". A nítida impressão que se tem, é que foi preparado por Terroristas muçulmanos. E se aproveitando de atual tecnologia usada por NSA, PRISM E VERIZON, incluindo os Drones, está sabotando o mundo civilizado, sob alegação que combate o Terrorismo, porém OBAMA, na verdade combate a civilização ocidental e oriental, em prol dos Terroristas muçulmanos!
    A Europa e os países civilizados não podem e nem devem aceitar qualquer ajuda desse "infiltrado" na presidência americana, o OBAMA, que se faz passar por um simples mulato e cristão, e cuja verdadeira identidade e religião continuam uma incógnita!
    E, graças ao BARACK HUSSEIN OBAMA, o terrorismo aumentou!!!
    P.T. Atualmente, está usando aviões ou Drones, para pulverizar com metais pesados e todos os tipos de tóxicos, os países europeus, incluindo os E.U.A. esterilizando e destruindo vegetações e plantações, e disseminando doenças, sob alegação que é para evitar aquecimento global. Apenas não está pulverizando o Oriente Médio, onde a maioria é muçulmana, como ele próprio é!!!

    ResponderExcluir